Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

TUBERCULOSE MENINGEA APOS INFECÇAO POR COVID-19: RELATO DE CASO EM HOSPITAL UNIVERSITARIO

Fundamentação/Introdução

Introdução: A tuberculose (TB) é uma doença bacteriana crônica persistente com alta prevalência em países em desenvolvimento, como o Brasil. A Organização Mundial da Saúde estima que, no mundo, 10 milhões de pessoas adoecem por TB anualmente. A COVID-19 apresenta sintomas em comum com a TB e pode cursar com redução da imunidade celular e propensão a reativação ou disseminação da TB.

Objetivos

Objetivo: Relatar o caso de um paciente em que houve coinfecção pelo M. tuberculosis e o Sars-Cov-2

Delineamento e Métodos

Caso: Masculino, 28 anos, procedente de Santa Rita (PB), previamente hígido, procurou serviço médico diversas vezes em sua cidade devido a cefaleia, vômitos e tontura depois de receber a primeira dose da Coronavac. Logo após a segunda dose, houve piora do quadro com intensificação da cefaleia, vômitos incoercíveis e surgimento de tosse seca, febre vespertina, dor no dorso e nos olhos. À admissão, apresentava regular estado geral, emagrecido, rigidez de nuca terminal, sem outros sinais meníngeos.

Resultados

Tomografia Computadorizada de tórax evidenciou processo inflamatório pulmonar compatível com etiologia viral e estrias fibroelásticas apicais sugestivas de sequela de tuberculose. Análise do líquor revelou xantocromia, pleocitose, consumo de cloreto e glicose, além de hiperproteinorraquia e teste rápido para tuberculose positivo. Ressonância magnética de crânio demonstrou focos de alteração de sinal no polo temporal região parahipocampal esquerdos. Após introdução de esquema RHZE e betametasona, o paciente apresentou melhora do quadro geral e condições de alta em 3 semanas para continuar tratamento em domicílio.

Conclusões/Considerações finais

Conclusão: O acometimento pulmonar pela TB é fator de risco para adoecimento grave pela COVID. Por outro lado, a infecção pelo Sars-Cov-2 proporciona vulnerabilidade imunológica, uma vez que compartilha padrões proteicos (interactomas) com o M. tuberculosis e causa debilidade transitória da imunidade celular. Assim, observa-se, no caso, a expressão de meningite crônica por TB após a infecção por coronavírus.

Palavras-chave

COVID-19; Meningite; Tuberculose; Tuberculose Meníngea

Área

Infectologia

Instituições

Hospital Universitário Lauro Wanderley - Paraíba - Brasil, Universidade Federal da Paraíba - UFPB - Paraíba - Brasil

Autores

PEDRO HENRIQUE LEITE DE ARAÚJO, Evelyn Christine Andrade Sousa, Wanja Ranny de Araújo Lima Morais, Thalita Back de Lima e Moura, Herculano Chaves Santos, Ana Isabel Vieira Fernandes