Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

USO DE SORAFENIBE EM METASTASE PULMONAR DE CARCINOMA PAPILIFERO DE TIREOIDE: RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

O câncer de tireoide é um tipo raro de câncer, mais comum em mulheres e em até 90% dos casos, do tipo papilar: diferenciado, de crescimento lento, baixo grau de malignidade, disseminação linfática para o pescoço é a mais comum, raramente hematogênica com metástase à distância. Entidades atuais recomendam o tratamento do câncer de tireoide diferenciado e refratário à radioiodoterapia com Inibidores de Tirosina Quinase (ITQ).

Objetivos

Evidenciar a eficácia e resposta clínica de um ITQ como terapêutica para o caso de paciente com metástase pulmonar de carcinoma papilífero de tireoide refratário à iodoterapia.

Delineamento e Métodos

Paciente feminina, 47 anos, natural e procedente de João Pessoa, acompanhada no ambulatório de Pneumologia do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW). Portadora de carcinoma papilífero em tireoide, sem histórico familiar de câncer, foi submetida a uma tireoidectomia em 2001 com esvaziamento ganglionar e subsequentes radioiodoterapias em 2001, 2010 e 2013. O estadiamento pós tireoidectomia, em 2012, com tomografia computadorizada (TC) de tórax detectou opacidades nodulares no lobo superior do pulmão esquerdo e no lobo inferior do pulmão direito. PET-CT (TC por emissão de pósitrons) demonstrou linfonodo supraclavicular direito com atividade metabólica sugerindo atividade neoplásica. Em 2013 surgiram opacidade em vidro fosco e nódulo circundado por vidro fosco no lobo superior direito, alterações fibroatelectásicas no lobo médio, mantendo as dimensões dos nódulos prévios. O anatomopatológico evidenciou natureza metastática do carcinoma papilífero da tireoide.

Resultados

Foi submetida novamente a sessões de radioiodoterapias visando o tratamento das metástases, sem sucesso terapêutico. Foi proposto pela equipe médica, ainda em 2013, um novo tratamento com ITQ, Sorafenibe, associado a Taxol, realizado de 2013 a 2019, com excelente resposta terapêutica e resolução completa dos nódulos pulmonares. Meteorismos e diarreia intensa foram os efeitos colaterais mais relatados pela paciente durante esse período, inclusive, resultando em pausa no tratamento.

Conclusões/Considerações finais

As metástases mais comuns do Carcinoma Papilífero de Tireoide têm demonstrado boa resposta ao tratamento com Sorafenibe, que age inibindo o crescimento, progressão, metástase e angiogênese da doença. Boa alternativa terapêutica para casos refratários à cirurgia, radio e quimioterapia, contando com efeitos adversos, que podem ser intensos.

Palavras-chave

Câncer Papilífero da Tireoide; Metástase; Sorafenibe

Área

Oncologia

Instituições

UFPB - Paraíba - Brasil

Autores

ARTUR ROOSEVELT CRUZ DE MACEDO FEITOSA, MARIA GABRIELA MEDEIROS CUNHA DE ARAUJO, MAYARA HANNAH GOMES DA SILVA MARQUES, MARCELLE MARIA LOPES GAMBARRA