Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

OCORRENCIA DE RABDOMIOLISE EM PACIENTES INTERNADOS NUM HOSPITAL TERCIARIO EM MANAUS, AM.

Fundamentação/Introdução

A rabdomiólise deve-se a destruição dos miócitos com liberação de várias substâncias na circulação. Suas causas podem ser hereditárias ou adquiridas, podendo ser classificadas em metabólicas, estruturais, inflamatórias ou por alterações da bomba de cálcio.

Objetivos

Descrever as principais características clínicas e laboratoriais dos pacientes com rabdomiólise, correlacionando-as com as possíveis causas e manifestações clínicas.

Delineamento e Métodos

Entre janeiro e junho de 2019 foi realizada uma análise descritiva, observacional, transversal e retrospectiva no Hospital e Pronto-socorro Platão Araújo, Manaus - AM, onde 48 casos foram registrados no Serviço de Clínica Médica entre os anos de 2015 e 2018. Fatores de inclusão foram pacientes maiores de 18 anos de idade e internados com rabdomiólise na enfermaria de clínica médica. A duração da internação hospitalar (em dias), presença de mialgia, hematúria e proteinúria, bem como elevação da CPK (em UI/I) na admissão, após 48 horas de admissão e na alta também foram fatores considerados na inclusão dos dados. Os pacientes foram divididos em três grupos conforme os valores da CPK na admissão, sendo o grupo 1 com CPK < 5000, grupo 2 com CPK > 5000 e <50.000 e o grupo 3 com CPK > 50.000. Os dados foram analisados com auxílio do programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 10.0.

Resultados

60% dos pacientes pertenciam ao sexo masculino. Entre os pontos gatilhos 8 foram devido ao tabaco, 6 por uso de entorpecentes (cocaína) e 4 por infecções. A média do CPK na admissão foi de 45.500; nas primeiras 48 horas após a admissão foi de 55.800 e na alta foi de 8.300. Houve correlação entre os valores da CPK na admissão com a presença de hematúria (p<0,05), não sendo observada significância quando a CPK apresentou valores abaixo de 5.000. Ademais foi evidenciada uma relação entre CPK> 50.000 e a proteinúria (p<0,05), bem como entre a duração da internação com valores da CPK acima de 5.000.

Conclusões/Considerações finais

Rabdomiólise foi mais frequente no sexo masculino. Conforme a literatura médica, os níveis de CPK aumentam após as 48 horas da admissão, fato refletido no presente estudo. Foi encontrada uma relação entre CPK e hematúria porém, não foram encontradas diferenças entre o grupo 1 e as diferentes causas de rabdomiólise. Ademais foi observado uma relação entre o grupo 2 e os dias de internação, bem como entre o grupo 3 e a proteinúria.

Palavras-chave

Rabdomiólise - Clínica Médica - Manaus.

Área

Clínica Médica Geral

Instituições

UEA - Amazonas - Brasil

Autores

WUERLES BESSA BARBOSA