Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CORRELAÇAO DOS MARCADORES DE RISCO CARDIOVASCULAR E AS RAZOES TRIGLICERIDEO/HDL-COLESTEROL E LDL-COLESTEROL/APOLIPROTEINAB EM PACIENTES DIABETICOS COM DOENÇA ARTERIAL CORONARIANA

Fundamentação/Introdução

Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) é uma síndrome hiperglicêmica resultante de um cenário metabólico de resistência à insulina. A dislipidemia é uma condição frequente em pacientes diabéticos e nestes pacientes caracteriza-se por um aumento dos níveis de triglicérides (TGD), baixos níveis de lipoproteína de alta densidade (HDL-C) e uma partícula de lipoproteína de baixa densidade (LDL-c) altamente aterogênica. A principal causa de morte em pacientes portadores de DM2 é Doença Cardiovascular Aterosclerótica (ASCVD. As alterações metabólicas ocasionadas pelo DM2 resultam em um remodelamento das partículas lipoproteicas, destacando-se as alterações no tamanho da partícula do LDL. As razões de LDL/ Apolipoproteína B (APOB) e TGD/HDL-C evidenciam a concentração de colesterol por partícula de LDL e demonstraram ser importantes marcadores na estimativa de risco para doença cardiovascular.

Objetivos

O objetivo do estudo foi correlacionar a razão das moléculas lipoproteicas LDL/Apolipoproteína B (APOB) e TGD/HDL-C com os marcadores de risco cardiovascular nos pacientes diabéticos submetidos a revascularização miocárdica e estudar a estimativa de risco cardiovascular nesses pacientes.

Delineamento e Métodos

Estudo transversal, descritivo, conduzido entre 2012-2014 com 200 pacientes internados em um hospital público em Salvador-Ba. Foram realizadas dosagem sérica do colesterol total, LDL-c, HDL-c, Triglicéridos, Apolipoproteína B, insulina, glicemia de jejum (GJJ). Este estudo teve a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Ana Neri – HAN/UFBA, NO 83/11.

Resultados

A análise de correlação linear mostrou achados importantes do ponto de vista fisiológico, como correlação positiva importante entre TG/HDL-C com insulina, na população diabética feminina (r=0,383; p<0,0293). Foi encontrado também correlação negativa moderada entre GJJ com LDL-C/ApoB(r= -0,323; p<0,0466) na população diabética feminina e correlação negativa importante entre a razão LDL-C/ApoB e o HDL-C (r= -0,525; p<0,0209) em pacientes masculinos diabéticos.

Conclusões/Considerações finais

Os resultados desse estudo evidenciam que o cálculo das razões utilizadas para a análise de risco cardiovascular foram importantes indicadores quando correlacionados com marcadores séricos sugestivos de risco cardiovascular nesta população, o que pode contribuir na avaliação deste risco e cuidados clínicos preventivos dos pacientes.

Palavras-chave

Diabetes, Doença cardiovascular, Dislipidemia

Área

Endocrinologia

Instituições

Hospital Ana Nery - Bahia - Brasil

Autores

MARIO NETO AGUIAR MOREIRA, DANIELA PEREIRA MATOS, LEONOR FERNANDES TEIXEIRA, RICARDO DAVID COUTO, VIVIANE ANDRADE, RAISSA CARNEIRO