Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CIGARRO ELETRONICO E SEUS EFEITOS NO SISTEMA IMUNE: UMA REVISAO DA LITERATURA

Fundamentação/Introdução

O uso do cigarro eletrônico (CE) está se tornando cada vez mais popular na
sociedade moderna, principalmente entre os jovens. Essa propagação exacerbada, imprime
uma noção de alternativa saudável ao uso do cigarro convencional disseminada pela
indústria. Entretanto, os usuários desses e-cigarros, também estão susceptíveis a sofrerem
com a toxicidade desses produtos. Estudos já evidenciaram que culturas de células
expostas ao fluido ou vapor do CE, independente da concentração de nicotina,
apresentaram sinais de apoptose e necrose, ou seja, ocasionaram danos significativos à
funcionalidade celular de diversos sistemas, em especial, o imunológico.

Objetivos

Expor informações a fim de analisar os efeitos do CE no sistema imunológico.

Delineamento e Métodos

Trata-se de uma Revisão da Literatura, a partir de 21 artigos científicos publicados em língua inglesa, portuguesa e francesa, provenientes das bases de dados Google Acadêmico e PubMed. Foram utilizados os descritores: "e-cigarettes"; "immune system"; "risk", além dos seus equivalentes em Português e Francês, todos em associação.

Resultados

Com fundamento nas referências analisadas, encontramos que a exposição aos compostos desses dispositivos de vaporização, afetam a ativação do mecanismo de defesa inata e
desencadeiam uma resposta inflamatória exacerbada nociva ao organismo humano. Dados da literatura mostram que a exposição aos e-líquidos, provoca a estimulação e o recrutamento de neutrófilos, macrófagos alveolares, bem como células estruturais, especialmente células epiteliais. A ativação intensa e prolongada dessas células, libera elementos como: espécies reativas de oxigênio, proteases (ROS), proteínas antimicrobianas, armadilhas extracelulares de neutrófilos (NETs), bem como citocinas pró-inflamatórias IL-1β, TNF-α, IL-8 e MCP-2. Com a exacerbação do funcionamento do sistema imune, a viabilidade das células é diminuída, aumentando os índices de apoptose e necrose que podem gerar lesões e alterações orgânicas, principalmente porque a defesa do organismo está fragilizada e portanto, mais suscetível a uma invasão infecciosa grave.

Conclusões/Considerações finais

Compreendemos que substâncias contidas no CE afetam a primeira linha da resposta imune do hospedeiro contra invasão de patógenos e toxinas ambientais. Dessa maneira, evidenciamos a importância deste tema para a comunidade científica no que diz respeito aos benefícios do seu uso, uma vez que ficou claro que seus efeitos citotóxicos são prejudiciais aos usuários.

Palavras-chave

Cigarro Eletrônico; Sistema Imune; Inflamação.

Área

Clínica Médica Geral

Instituições

Universidade Católica de Pernambuco - Pernambuco - Brasil

Autores

GIOVANA LIMA DE ALMEIDA, Isabelle De Oliveira Rodrigues, Karyne Araújo Dos Santos, Déborah Nayanne Bezerra Muniz, Ana Carolina De Mello Santos, Renato Barros Moraes