Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CATETER DE IMPLANTE TRANSLOMBAR NA INJURIA RENAL CRONICA: UMA ESPERANÇA PARA OS PACIENTES DIALITICOS

Fundamentação/Introdução

Pacientes portadores de doença renal crônica (DRC) com taxa de filtração glomerular (TFG) < 15ml/min apresentam o acesso vascular como meio fundamental para a hemodiálise. Entretanto, cerca de cem mil pessoas em 2010 em todo o mundo comprometeram o tratamento renal por falência desse acesso, constituindo o principal motivo de internação dessas pessoas, além de impedir a confecção de novas fístulas arteriovenosas ou de cateter venoso central. Nesse contexto, o cateter translombar para a hemodialise torna-se uma opção vantajosa para os casos com limitação aos acessos tradicionais.

Objetivos

O presente relato tem como objetivo informar um caso atípico de um cateter com implante translombar após falência de acesso vascular.

Delineamento e Métodos

M.L.M., sexo feminino, 70 anos, com Injúria Renal Cônica (IRC) por Diabetes Mellitus, em hemodiálise há 4 anos, e cateter de longa permanência em veia jugular interna direita (VJID) implantado por nefrologista intervencionista há 3 anos. Evoluiu com infecção de corrente sanguínea associada a cateter com crescimento de Staphylococcus aureus na hemocultura pareada, sendo optado pela remoção do cateter, administração de Vancomicina por 21 dias, e realização de ecocardiograma transtorácico e transesofagico para investigação bacteriana, com resultado negativo para ambos.

Resultados

A cirurgia vascular foi solicitada para parecer e esclareceu que a paciente não tem condições de fístula arteriovenosa e que seria prudente implantar novo cateter guiado por fluoroscopia. E após avaliação da radiologia intervencionista a foi realizado implante de cateter em veia cava inferior através de acesso translombar.

Conclusões/Considerações finais

Trata-se de um caso que chama a atenção para a necessidade do conhecimento correto a respeito do uso e das complicações dos acessos vasculares, sobretudo, em relação as pessoas dialíticas que sofrem diretamente essa influência. Ressalta-se ainda a fundamental importância de entender sobre as demais alternativas para a melhora do tratamento e qualidade de vida dos pacientes.

Palavras-chave

Hemodiálise, acesso vascular, nefrologista.

Área

Nefrologia

Instituições

Universidade Potiguar - Rio Grande do Norte - Brasil

Autores

AMANDA DE OLIVEIRA LUCENA AMANDA LUCENA, ANDRÉ MARQUES PAULINO DE ARAÚJO, LARA FONTES SILVA DA CUNHA LIMA, LUARA INGRID DANTAS FIRMINO, EDUARDA TAÍS BARROS DE LIMA, ARTUR QUINTILIANO BEZEERRA DA SILVA