Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

RELATO DE CASO: MIELOMA MULTIPLO ASSOCIADO A PLASMOCITOMA EM LOCALIZAÇAO ATIPICA COM INFILTRAÇAO DO CANAL MEDULAR

Fundamentação/Introdução

INTRODUÇÃO:
O Mieloma Múltiplo (MM) é uma neoplasia hematológica que causa proliferação clonal de plasmócitos na Medula Óssea (MO), em contraste com a proliferação disseminada do MM, o Plasmocitoma (PM) é um foco isolado de células plasmáticas nos ossos ou tecidos moles.

Objetivos

OBJETIVO:
Elucidar formas de diagnóstico de PM associado a um quadro típico de MM.

Delineamento e Métodos

RELATO DE CASO:
Homem, 63 anos, em 2010 iniciou quadro de lombalgia leve, sem irradiação. Após 9 anos, houve piora da dor associada à irradiação para região pélvica e inguinal, parestesia e hipoestesia de membros inferiores, evoluindo para restrição ao leito. Além disso, paciente apresentava alteração da função renal, anemia e hipercalcemia. Diante desse quadro, foi internado para investigação e evidenciou-se osteopenia, redução importante da altura dos corpos vertebrais de T12 e L1, lesões líticas no osso ilíaco, corpo vertebral de L4 e L5, além de fratura patológica de L1 com lesão expansivo-infiltrativa, sugerindo neoplasia e atividade de doença, entre o psoas à direita até o espaço epidural com compressão da cauda equina.
Nesse contexto, para elucidação do diagnóstico, foi realizada a eletroforese de proteínas, que mostrou hipoalbuminemia e aumento da fração alfa-1 e alfa-2, e mielograma que evidenciou aspirado normocelular, sem desordem de células plasmáticas, contrariando o resultado esperado no MM. Em seguida, foi realizada biópsia de L1, que indicou inflamação crônico-granulomatosa não caseosa e ausência de células neoplásicas. Ademais, a imunofixação de proteínas séricas exibiu padrão monoclonal IgG/Kappa e biópsia do músculo psoas revelou lesão proliferativa linfoplasmocitoide com imuno-histoquímica indicativa de neoplasia plasmocitária.

Resultados

Portanto, foi possível fechar os critérios diagnósticos de PM e MM.
Devido aos sintomas de compressão medular que ocorreram por causa do PM, iniciou radioterapia para redução da massa. Posteriormente, realizou quimioterapia e de acordo com a resposta, será avaliada a indicação de transplante autólogo de células-tronco hematopoiéticas.

Conclusões/Considerações finais

CONCLUSÃO:
Dessa maneira, é relevante prosseguir na investigação de um PM extramedular em quadro clássico de MM, visando avaliar outras variantes possíveis, como a localização atípica, pois pode acarretar diversas complicações, como a compressão medular. Consequentemente, é essencial analisar a co-existência dessas enfermidades e realizar o diagnóstico precoce do PM, a fim de evitar a disseminação da doença e morbimortalidade.

Palavras-chave

Palavras-chave: Plasmocitoma; Mieloma múltiplo; Neoplasia.

Área

Hematologia

Instituições

Centro Universitário Christus - Ceará - Brasil, Hospital Universitário Walter Cantídio - Ceará - Brasil, Universidade Federal do Ceará - Ceará - Brasil

Autores

MARIANA TOMAZ PINHEIRO, JULIANA TOMAZ PINHEIRO, DANIEL DE CASTRO SILVA, MARCELLA FRANCO DE ALMEIDA, BÁRBARA DIAS ARRAIS PEARCE, YURI MEDEIROS BEZERRA