Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

COMA MIXEDEMATOSO SECUNDÁRIO A HIPOTIREOIDISMO NÃO TRATADO: RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

Introdução: O Coma mixedematoso (CM) é uma condição clínica rara, que se manifesta em pacientes com hipotireoidismo primário ou secundário, de longa duração, e não tratados. É considerada uma emergência endocrinológica rara e altamente letal. O quadro pode ser precipitado por condições diversas, como: infecção, trauma, acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca (ICC), hemorragias gastrointestinais. Dentre as causas menos comuns de hipotireoidismo encontra-se a Síndrome da Sela Túrcica Vazia. Nesta síndrome, a sela túrcica fica preenchida por líquido cefalorraquidiano, devido à herniação da aracnóide para dentro da sela, levando à compressão da hipófise contra o assoalho selar, dando a aparência radiológica de uma sela vazia.

Objetivos

Objetivo: Relatar um caso de Síndrome da Sela Túrcica Vazia que desencadeou um CM.

Delineamento e Métodos

Descrição do caso: M.L.S.S, feminina, 69 anos e antecedentes de úlcera gástrica e Hipotireoidismo não tratado. Foi levada ao Pronto Atendimento com rebaixamento do nível de consciência (RNC) de início há 3 semanas, intensificando-se há 2 dias com letargia e alucinações. Foi realizado exame físico que evidenciou estado geral regular, torpor, afásia, alopécia, madarose, mucosas hipocoradas 1+/4+, anasarca, anictérica, acianótica, glicemia capilar de 47mg/dl, afebril, eupneica, bradicárdica (48 bpm) e hipotensa (90x60 mmHg). Os exames laboratoriais mostraram os seguintes resultados: Hb 6.6g/dL; Na 100 mEq/L; K 5,7mEq/L; Ur 70mg/dL; Cr 1.69mg/dL; TSH 3,01uIU/ml; T4L 0.10NG/ml; T3 0.25ng/ml; Prolactina 1.62ng/ml e Cortisol 8hs 61.80ug/dl. A paciente foi encaminhada para hospital de referência com suporte ventilatório e realizou a RNM, a qual mostrou evidências de Sela Túrcica Vazia.

Resultados

Após isso, fez uso de levotiroxina 300mcg/dia e hidrocortisona 100mg 8/8hrs, correção da hiponatremia e controle dos níveis glicêmicos. A paciente evoluiu, inicialmente, com melhora laboratorial. Porém, há três dias teve piora do RNC e encontra-se em leito de UTI com ventilação mecânica.

Conclusões/Considerações finais

Conclusão: O hipotireoidismo é caracterizado pela quantidade insuficiente de hormônios circulantes da tireoide para suprir uma função orgânica normal. Sua forma mais grave é o CM, principalmente, quando associada com outra patologia, como a Síndrome da Sela Túrcica Vazia. Como a frequência do CM é baixa, ainda há poucos estudos sobre suas alternativas para o tratamento. Evidenciando a importância do tratamento adequado do Hipotireoidismo, a fim de evitar suas complicações.

Palavras-chave

Palavras-chave: coma mixedematoso; tireóide; hipotireoidismo.

Área

Endocrinologia

Instituições

Faculdade de Medicina Nova Esperança - Paraíba - Brasil

Autores

AMANDA LAYSLA RODRIGUES RAMALHO, Ana Luiza Sousa Matos, Maria Carolina Trigueiro Lucena CAVALCANTE, Brenda Helen Albuquerque Araújo, Eleonora Abrantes BARRETO, Luana Ferreira Leite ARAÚJO