Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Relato de Caso: Síndrome do coração partido.

Fundamentação/Introdução

A miocardiopatia de Takotsubo ou síndrome do coração partido ou miocardiopatia por estresse, foi descrita inicialmente em população asiática em 1991, mas logo descrições da síndrome em populações norte-americanas e europeias ocorreram. O termo foi usado devido a forma do balonamento apical que se assemelharia a uma armadilha para capturar polvos em forma de pote muito comum no Japão. A síndrome é muito mais frequente em mulheres do que em homens, com cerca de 85 a 90% dos casos em mulheres, com idade média de seu aparecimento de 61-76 anos

Objetivos

Relatar a comunidade acadêmica um caso clínico de Síndrome de Tako-tsubo.

Delineamento e Métodos

Paciente S.M.A, feminina, 71 anos, dona de casa, parda. Hipertensa de difícil controle, tabagista de longa data (desde os 10 anos de idade), com história de ter sido levada a Unidade de Pronto Atendimento da cidade de origem, por quadro de mal estar, síncope (2 episódios no mesmo dia).Há relato de ter chegado com glasgow= 6 e Eletrocardiograma com fibrilação ventricular, revertendo após cardioversão elétrica. Chegou ao PROCAPE (Pronto-socorro cardiológico de Pernambuco) com ventilação mecânica e em uso de noradrenalina (10M/h).

Resultados

Foi encaminhada a Unidade de Terapia Intensiva onde realizou ecocardiograma transtorácico do coração, que demonstrou fração de ejeção preservada, hipocinesia apical de ventrículo esquerdo questionável, realizou cateterismo que demonstrou ateromatose discreta nas artérias coronárias e ventrículo esquerdo com função normal. Na UTI evolui com dificuldade de desmame a VM ( RE-TOT), além do episódio de edema agudo de pulmão hipertensivo e broncoespasmo, que prolongaram o seu internamento na UTI. Apresentou ainda intercorrências infecciosas e foi colocada em isolamento de contato, por cultura de secreção traqueal e urocultura alterados. Após três semanas admitida em enfermaria, estando clinicamente estável, assintomática, eupnéica em ar ambiente, sem drogas vasoativas, em uso de antibioticoterapia guiado por culturas (Fluconazol, amicacina,polimixina B), recebe alta com boas condições e hipótese provável de síndrome Tako-tsubo com indicação de manter losartana, hidroclorotiazida, anlodipino, sinvastatina, misoprolo, concárdio e em desmame de prednisona.

Conclusões/Considerações finais

A síndrome de Takotsubo surge como um notável diagnóstico diferencial na abordagem da dor torácica, inclusive podendo mimetizar uma síndrome coronariana aguda. Devido aos seus achados de imagem característicos, o diagnóstico definitivo pode ser estabelecido facilmente.

Palavras-chave

Miocardiopatia de Takotsubo, síndrome do coração partido, miocardiopatia por estresse, síndrome de Takotsubo, disfunção ventricular, choque cardiogênico, estresse psicológico.

Área

Cardiologia

Instituições

Faculdade de Medicina Nova Esperança - Paraíba - Brasil

Autores

MARIA DANIELLA TEIXEIRA DA ROCHA BENTO CABRAL