Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE SATISFAÇÃO COM O CURSO MEDICO ENTRE ESTUDANTES DE MEDICINA EM UMA UNIVERSIDADE FEDERAL

Fundamentação/Introdução

O curso de Medicina apresenta uma elevada carga horária e demanda grande envolvimento dos estudantes. Diante disso, os acadêmicos de Medicina podem desenvolver não só uma alta prevalência de estresse e ansiedade, bem como sintomas depressivos, os quais podem comprometer sua qualidade de vida. Dessa forma, faz-se necessária a realização de estudos mais profundos deste grupo populacional, sobretudo no que se refere ao nível de satisfação destes com o curso, uma vez esses fatores contribuem para o abandono, desistência ou piora e agravamento dos sintomas.

Objetivos

Avaliar o nível de satisfação dos estudantes com o curso de medicina de uma universidade federal.

Delineamento e Métodos

Trata-se de um estudo transversal, descritivo, quantitativo e analítico. A amostra inclui 208 estudantes do primeiro e quarto anos de graduação em Medicina de uma universidade federal. Os questionários aplicados avaliam características sociodemográficas e qualidade de vida. As variáveis numéricas foram exploradas pela medida descritiva de centralidade média e de dispersão e as variáveis categóricas por frequências simples absolutas e percentuais; correlacionando-as com o teste de Correlação de Spearmal.

Resultados

Não houve correlação significativa entre as variáveis nível de satisfação com o curso, possibilidade de desistir do curso, sexo e faixa de renda. Com relação ao nível de satisfação com o curso, 89% dos estudantes do primeiro ano disseram se sentir satisfeitos, mas quando questionados sobre a possibilidade de desistir do curso médico, 41% deles disseram já ter pensado em desistir, embora 48% avaliaram como boa a sua qualidade de vida. Para os estudantes do quarto ano, 91% deles disseram se sentir satisfeitos. Sobre a possibilidade de desistir do curso, 41% disseram já ter pensado em desistir e 57% avaliaram como boa a sua qualidade de vida.

Conclusões/Considerações finais

Estudantes do 4º ano relatam maior satisfação com o curso e melhor qualidade de vida quando comparados àqueles dos semestres iniciais da graduação. Ao final da graduação em Medicina é iniciado o chamado Ciclo Clínico. As matérias tornam-se mais específicas, direcionadas para a prática clínica e os graduandos estão matriculados em menos módulos; o que pode ter contribuído para que estes alunos tenham sentido-se mais satisfeitos e identificados com o curso.

Palavras-chave

Internato Médico; Qualidade de Vida; Saúde Mental; Satisfação do Estudante.

Área

Psiquiatria

Instituições

UFPB - Paraíba - Brasil

Autores

RAISSA JOSEFA PEREIRA DE MOURA, LORENA LAUANA CIRILO SILVA, RAISSA MEDEIROS PALMEIRA DE ARAÚJO