Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

RESSUSCITAÇÃO CARDIOPULMONAR EM TEMPOS DE COVID-19. O QUE MUDOU?

Fundamentação/Introdução

Os órgãos responsáveis pela elaboração de diretrizes na área da saúde viram-se obrigados a adaptar e implementar condutas condizentes com o cenário atual. Dentre elas temos a atualização do protocolo de ressuscitação cardiopulmonar (RCP). A RCP é uma sequência organizada de ações que visa socorrer o paciente diante de uma parada cardíaca, desse modo ela promove um risco de contaminação por gerar gotículas de aerossóis. Diante disso, houveram mudanças desde a abordagem inicial da higienização e paramentação até o suporte avançado de vida (SAV), incluindo modificações e atualizações no ambiente hospitalar, no manejo da intubação orotraqueal (IOT), na manutenção do paciente e na ventilação mecânica invasiva (VMI)

Objetivos

O objetivo deste trabalho é apresentar as atualizações no protocolo de ressuscitação cardiopulmonar (RCP) no cenário da pandemia pelo SARS- COV2.

Delineamento e Métodos

Trata-se de uma revisão sistemática de artigos nacionais e internacionais dos protocolos de RCP pelas plataformas Scielo, PubMed, Medline, Up to Date , muitos dos quais sofrem atualizações diárias ,dado as constantes transformações vinculadas ao contexto pandêmico.

Resultados

Dentre as novas recomendações em RCP no paciente COVID-19 , é possível destacar a priorização dada a paramentação de toda a equipe de assistência, ainda que isso demande atraso na massagem cardíaca. Além de aditivos ao processo padrão como ferramentas que protejam a equipe da formação de aerossóis , como é o caso do desaconselhamento da utilização de cateter nasal de alto fluxo ou máscara para CPAP OU BiPAP( sabidamente geradores de aerossóis), uso de caixa de acrílico , colocação do filtro de pequenas partículas( filtro HEPA) entre a máscara e a bolsa, e ,caso o AMBU seja indispensável, proceder selamento da máscara com as duas mãos em posição tenar.

Conclusões/Considerações finais

Em um cenário de adequação das práticas médicas ao contexto pandêmico, é importante a propagação do conhecimento mais atual sobre a temática da RCP, levando em conta a pertinência dessas novas medidas que, embora não possuam robusta comprovação científica pela necessária celeridade de implementação, tem conseguido bons resultados no campo teórico e em simulações realísticas , e devem ser praticadas enquanto as evidências se fortalecem e as diretrizes as recomendam.

Palavras-chave

Ressuscitação Cardiopulmonar,; COVID-19; IOT

Área

Urgência e Emergência

Instituições

Unp - Rio Grande do Norte - Brasil

Autores

LENO GOES DELGADO DE MEDEIROS, Hugo de Freitas Henrique, Gustavo de Medeiros Oliveira Henrique