Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

OBSTRUÇAO INTESTINAL POR LINFOMA NAO-HODGKIN PADRAO NODULAR: UM RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

O linfoma não-Hodgkin é caracterizado por ser uma neoplasia desenvolvida nas células linfóides progenitoras do sistema linfático – fenótipos B, T ou Natural Killer (NK). Assim, pode acometer diversas áreas e ter uma variedade sintomática relacionada com o local acometido. Geralmente, há linfonodomegalia indolor no pescoço, na axila ou na virilha, podendo ser acompanhado de perda ponderal sem causa aparente, febre, sudorese noturna, dispnéia, tosse e saciedade precoce.

Objetivos

Apresentar uma manifestação atípica da doença, com intuito de alertar a comunidade acadêmica e profissional para a necessidade de suspeição diagnóstica baseada na histórica clínica.

Delineamento e Métodos

-

Resultados

Paciente do sexo feminino, 48 anos, queixando-se de dor em epigástrio há 2 anos, em aperto, de forte intensidade que irradiava para região lombar esquerda, que evoluiu de forma gradual após início de tratamento para diverticulite, foi admitida em fevereiro de 2020 para investigação. Referia cefaleia, artralgia, febre pela manhã e à tarde (não aferida), náuseas, calafrios, sudorese noturna e dor abdominal. Relata obstipação intestinal e dor abdominal acompanhada de fecalomas. Apresentava rigidez e dor à palpação em epigástrio e hipocôndrio esquerdos e perda ponderal de 10 quilos em dois meses e reduzida aceitação alimentar.
Realizou ressonância magnética de abdome superior que apresentou linfonodomegalias em tronco celíaco, para-aórticos esquerdas, interaortocavais e em raiz mesentérica de 1,8 a 2,3 cm; e tomografia computadorizada de tórax, que evidenciou linfonodomegalia mediastinal, axilar e retroperitoneal. A possibilidade de um quadro compressivo extrínseco de órgãos adjacentes e álgico pela linfonodomegalia foi avaliada. Feito biópsia do linfonodo retroperitoneal, constatou-se tratar de um Linfoma não-Hodgkin de células pequenas e intermediárias, padrão nodular, sugestivos de linfoma folicular.

Conclusões/Considerações finais

Linfoma intra-abdominal é uma manifestação rara e deve ser considerado em quadros obstrutivos sem definição.

Palavras-chave

Linfoma não Hodgkin; Neoplasias; Obstrução Intestinal.

Área

Clínica Médica Geral

Instituições

Universidade Federal da Paraíba - Paraíba - Brasil

Autores

PATRICIA OLIVEIRA LIMA DE MACEDO, VÍTOR MEDEIROS DELGADO, GABRIELA DE ALCÂNTARA FONSECA, PEDRO LEONARDO BARBOSA DE CARVALHO, DANIEL FERREIRA DE MELO FILHO, EUTÍLIA ANDRADE MEDEIROS FREIRE