Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

DISRUPTORES ENDOCRINOS E A RELAÇAO COM O DECRESCIMO DA FUNÇAO OVARIANA

Fundamentação/Introdução

Os Disruptores Endócrinos (DEs) têm presença ambiental importante e são compostos químicos naturais ou sintéticos que podem interferir no sistema endócrino mimetizando ou antagonizando hormônios esteróides endógenos. Pesquisas recentes levantaram preocupações de que a exposição ambiental pode representar um risco para a função ovariana, levando à redução da fertilidade, insuficiência ovariana primária (IOP) e problemas de saúde em longo prazo devido ao início precoce da menopausa. A IOP caracteriza-se por uma perda da função ovariana antes dos 40 anos de idade e é uma das principais causas de infertilidade feminina.

Objetivos

Associar a exposição aos altos níveis de DEs ao decréscimo na função ovariana.

Delineamento e Métodos

Este estudo trata-se de uma revisão integrativa com caráter descritivo e abordagem qualitativa. Realizou-se uma busca na base de dados Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos (PubMed) usando os descritores: “Ovarian function decrease” e “disruptors”, correlacionados pelo operador AND e foram encontrados 40 artigos. Após a aplicação dos filtros: estudos publicados nos últimos dez anos, realizados em humanos e escritos nos idiomas inglês, português e espanhol resultou em dez artigos, os quais foram analisados por cinco avaliadores independentes, selecionando-se cinco artigos. Foram adicionados dois artigos por busca ativa. Totalizou-se sete artigos, que abordam a relação entre disruptores e as disfunções ovarianas.

Resultados

De acordo com a regressão linear múltipla ajustada, apresentada nos estudos, os níveis de exposição ao PFOS e PFHxS em pacientes com IOP foram positivamente associados à concentração de FSH e associado negativamente ao nível de 17-beta-estradiol. As concentrações de PFOS, PFOA e PFHxS no grupo controle não mostraram associação com hormônios sexuais.

Conclusões/Considerações finais

As evidências atuais parecem sugerir que a fertilidade humana tem declinado nas últimas décadas e fatores ambientais, relacionados ao estilo de vida, podem estar associados. A IOP abrange um amplo espectro de causas, incluindo as genéticas, autoimunes, infecciosas ou iatrogênicas. Contudo, a causa permanece desconhecida na maioria dos casos, o que pode propor que a exposição aos DEs, mesmo em níveis baixos, pode reduzir a fecundidade. Nesse ínterim, destacamos a necessidade de pesquisas futuras devido à escassez de informações acerca dos mecanismos envolvidos nesse potencial efeito desregulador endócrino.

Palavras-chave

Disruptores Endócrinos, Insuficiência Ovariana Primária, Infertilidade.

Área

Endocrinologia

Instituições

Universidade Federal De Campina Grande - UFCG - Paraíba - Brasil

Autores

STEPHANIE LEITE PESSOA DE ATHAYDE REGUEIRA, Ana Beatriz de Sá de Souza, Thamiris Miranda Granja, Lauriston Flávio dos Santos Filho Maia, Natalia Tetemann Vilarim