Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

DERMATOFIBROSSARCOMA PROTUBERANTE EM REGIAO PUBIANA E POSTERIOR METASTASE PARA PULMAO: RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

O dermatofibrossarcoma protuberante (DFSP) é um tumor fibro-histocítico de malignidade intermediária e compreende a maioria dos sarcomas cutâneos. Apresenta baixo potencial metastático, mas alta recorrência após tratamento cirúrgico. Inicialmente pode parecer com uma contusão ou cicatriz, mas à medida que cresce, podem formar-se protuberâncias perto da superfície da pele.

Objetivos

Apresentar um caso de dermofibrossarcoma na região peniana.

Delineamento e Métodos

Paciente P.C.M.C., masculino, 49 anos, procedente de Manaus/Am, admitido na Fundação de Oncologia do Amazonas, com história de há cinco anos apresentar formação nodular em região peniana, com aumento de seu volume insidiosamente. Procurou atendimento após três anos de surgimento da lesão, por conta de seu aumento de volume progressivo e dor. Em 2017 foi realizada biópsia pela Fundação Cecon, sendo diagnosticado com sarcoma. Diante deste quadro foi realizada emasculação, ressecção de lesão pubiana mais reconstrução. Relatório imuno-histoquímico confirmando dermatofibrossarcoma protuberante.
O paciente recebeu alta hospitalar em 20 dias. Não houve complicações cirúrgicas. O exame histológico revelou neoplasia constituída pela proliferação de células com núcleos alongada e por vezes ondulados, dispostas em várias direções, em um estroma discretamente frouxo. Em áreas as células assumem padrão fusiformes dispostas em fascículos em meio a um estroma colagenizado. Relatório imuno-histoquímico confirmando dermatofibrossarcoma protuberante. Nenhum tratamento adjuvante foi administrado. Um anos após a cirurgia, no acompanhamento ambulatorial foi solicitado Ressonância Magnética de pelve e abdômen, além de radiografia de Tórax (paciente relatava dor torácica e tosse), na qual foi detectada massa tumoral pulmonar esquerda. Razão porque foi solicitada Tomagrafia de Tórax, na qual foi detectada massa tumoral heterogênea na base pulmonar esquerda medindo 7,7x7,5cm, além de pequeno nódulo no segmento II, medindo 0,7cm. Encaminhado para ressecção pulmonar. Em fevereiro de 2019 foi realizada lobectomia inferior esquerda e encaminhado para avaliação da Oncologia Clínica e tratamento adjuvante, com retorno em quatro meses. Em julho de 2019 foi detectado massa endurecida na região infraclavicular esquerda, sendo realizada toracectomia com a retirada de três costelas devido à invasão tumoral.

Resultados

Verificou-se ser este um raro caso de DFSP

Conclusões/Considerações finais

Confirmou-se que não foram apresentadas recorrências locais e o acometimento metastático foi agressivo.

Palavras-chave

neoplasia de tecido conjuntivo e de tecidos moles, câncer primário, recidiva

Área

Oncologia

Instituições

UNIVERSIDADE NILTON LINS - Amazonas - Brasil

Autores

BRUNA MARA BESSA LIMA, luana vieira de oliveira, rayssa muniz pontes, tammy suky ribeiro da silva, andré luiz de almeida