Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

NEFROPATIA POR IGA PÓS-INFECÇÃO POR CHIKUNGUNYA VÍRUS: RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

Introdução: A nefropatia por IgA é a glomerulopatia mais comum em todo o mundo e é uma das causas de doença renal crônica. Os gatilhos responsáveis pela produção da IgA1 deficiente em galactose não são conhecidos. Modelos experimentais sugerem que fatores desencadeantes ambientais podem levar à produção excessiva de IgA aberrantemente glicosilada em tecido linfóide associado à mucosa. É possível que as infecções de mucosa contribuam para a patogênese subjacente desta doença, gerando uma desregulação da resposta imunológica e produção de IgA patogênica. O aparecimento da doença como complicação de um quadro infeccioso já foi implicado nas infecções por Citomegalovírus, Haemophilus parainfluenzae, Staphylococcus aureus, Toxoplasmose e HIV. Entretanto, até o momento não existem evidências na literatura de associação com o Chikungunya vírus.

Objetivos

Objetivo: No caso descrito, sugere-se fortemente a infecção por Chikungunya vírus como um gatilho para o aparecimento da nefropatia por IgA.

Delineamento e Métodos

Métodos: GNB, masculino, 56 anos, sem comorbidades prévias, iniciou quadro agudo de febre alta e poliartrite, recebendo diagnóstico de Chikungunya com confirmação sorológica (IgM e IgG positivos) em 2016. Foi tratado com corticosteroides, com melhora completa do quadro articular. Apresentou recidiva após suspensão da medicação, sendo então iniciado metotrexato, com boa tolerância e melhora dos sintomas articulares. Nos exames complementares apresentava análise de urina com hematúria, tanto durante o quadro agudo da doença viral, como também em análises de urina posteriores. Realizada sedimentoscopia que evidenciou glomerulonefrite em atividade, com hematúria glomerular (90% de dismorfismo eritrocitário). Antes do diagnóstico, apresentava análise de urina sem hematúria. Na amostra isolada de urina foi evidenciada relação proteína/creatinina de 224mg/g. Na avaliação da função renal, apresentava Uréia: 51mg/dl e Creatinina 1,1mg/dl (CKDEPI: 78mL/min/1,73m²).

Resultados

Resultados: As sorologias para hepatites virais, HIV, sífilis, vasculites, doenças auto-imunes e artrite reumatóide foram negativas. Foi realizada biópsia renal compatível com o diagnóstico de Nefropatia por IgA, forma proliferativa mesangial (índice de Oxford: M1, S1, E0, T1, C0). Foi adotada conduta conservadora, com suporte clínico da glomerulopatia, e o paciente segue em uso de metotrexato para o quadro articular.

Conclusões/Considerações finais

Conclusões: Este relato atenta para a identificação de um novo gatilho infeccioso no surgimento da nefropatia por IgA.

Palavras-chave

Nefropatia por IgA; Chikungunya vírus; Glomerulopatia; Nefrologia; Relato de caso.

Área

Nefrologia

Instituições

Universidade Federal da Paraíba - Paraíba - Brasil

Autores

JOAO MARCAL MEDEIROS DE SOUSA, Thiago Nabil Hanna, Emmanuel Lawall Domingos, Renata Karine Pedrosa Ferreira, Juliana Gomes Nattrodt Barros, Pablo Rodrigues Costa Alves