Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANÁLISE DA EFICÁCIA DE ORIENTAÇÕES DIETÉTICAS PARA PREVENÇÃO DA ANEMIA FERROPRIVA NOS SERVIÇOS DE PEDIATRIA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO LAURO WANDERLEY

Fundamentação/Introdução

INTRODUÇÃO: Na anemia ferropriva o indivíduo apresenta níveis de hemoglobina no sangue diminuídos, reduzindo o transporte de oxigênio. Dito isso, aproximadamente 90% dos casos de anemia são causados por deficiência de ferro, um dos componentes da hemoglobina. A anemia ferropriva afeta principalmente a população desfavorecida economicamente, sendo as crianças e mulheres em período fértil os grupos de maior susceptibilidade. Em crianças, a anemia requer um cuidado ainda maior, já que a deficiência de ferro compromete não só o crescimento como também o desenvolvimento cerebral. Além disso, durante a gestação, a anemia pode estar associada a partos prematuros, baixo peso ao nascer e aumento da mortalidade perinatal e neonatal. Assim, a melhor forma de prevenir esse tipo de anemia é através de uma dieta estratégia que abarque alimentos ricos em ferro e alimentos que ajudem na absorção do mineral.

Objetivos

OBJETIVOS: avaliar o impacto da difusão de informação em saúde pelo projeto de extensão, no que diz respeito à prevenção da anemia por deficiência de ferro.

Delineamento e Métodos

MÉTODO: Estudo transversal, em que foram entrevistados 65 homens e mulheres com idades entre 16 e 76 anos no ambulatório de pediatria do HULW. Esses responderam a um pré-teste com cinco perguntas, seguido de explicação das questões mais importantes relacionadas à anemia ferropriva e sua prevenção. Também foi entregue um folder contendo o assunto discutido. O folder e o teste foram elaborados pelos colaboradores do projeto em conjunto com o professor orientador. As respostas foram analisadas individualmente, buscando focar no progresso de cada participante e, coletivamente, por meio da comparação com o desempenho geral da população entrevistada

Resultados

RESULTADOS: A média de acertos no pré-teste foi 3, com desvio padrão de 1,1, ao passo que no pós-teste a média foi 4,8, com desvio padrão de 0,49.

Conclusões/Considerações finais

CONCLUSÕES: A análise estatística permite associar uma melhora do desempenho nos testes correlacionada com a ação da extensão, de modo que os resultados são clinicamente e socialmente importantes. É evidente que a metodologia utilizada foi eficaz, e solidificou o conhecimento objetivamente. Portanto, vale ressaltar a importância de estimular o desenvolvimento de novos projetos de educação em saúde. Por fim, a ação desenvolvida tem potencial de reduzir a desinformação sobre prevenção e manejo de doenças de grande prevalência e impacto na sociedade, como anemias. Portanto, novas ações devem ser realizadas.

Palavras-chave

Anemia; Hematologia; Anemia Ferropriva; Pediatria; Hematologia

Área

Hematologia

Instituições

UFPB - Paraíba - Brasil

Autores

ARIEL EUGENIO SALGUEIRO DE ALMEIDA, Aluísio José Oliveira Monteiro Neto Neto, Louyse Jerônimo de Morais, Zenno Costa Dutra, Artur Roosevelt Cruz de Macêdo Feitosa, Luís Fábio Barbosa Botelho