Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

A PREVALÊNCIA DE PNEUMONIA EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA E SEUS FATORES ASSOCIADOS

Fundamentação/Introdução

A substituição de funções orgânicas dos pacientes por métodos artificiais prolonga o processo de morte, sem necessariamente melhorar a sobrevida ou a qualidade de vida. Consequentemente, a pneumonia torna-se a infecção hospitalar mais comum nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e procedimentos que reduzem a eficácia das defesas nasais e pulmonares, como a entubação, elevam o risco para o desenvolvimento dessas infecções.

Objetivos

Evidenciar a prevalência de pneumonia associada à ventilação mecânica em Unidade de Terapia Intensiva, fatores associados e evolução.

Delineamento e Métodos

Apresenta-se como um estudo bibliográfico e descritivo que favoreceu a síntese e análise de revisões existentes acerca da temática investigada. Foram consultadas nas seguintes bases de dados: Medline, Pubmed e Scielo. As palavras-chave utilizadas foram: infecção, pneumonia e ventilação mecânica. Os artigos selecionados constam em português e inglês. A partir da leitura criteriosa, selecionou-se 12 artigos. Foram incluídos apenas os textos que abordavam temática da pneumonia interligada à ventilação mecânica, com o conteúdo disponível na íntegra, publicados em periódicos online indexados de acordo com o tema. Os critérios de exclusão foram estudos com desvio do eixo temático, monografias e textos disponibilizados incompletos.

Resultados

A pneumonia associada à ventilação mecânica representa a causa mais comum de infecção hospitalar em UTI e a segunda infecção nosocomial mais frequente, tendo como fatores de risco conhecidos a presença de monitorização de pressão intracraniana, trocas frequentes de circuitos do ventilador, ventilação mecânica prolongada (mais de três dias) e procedimentos cirúrgicos de grande porte. Os parâmetros clínicos e microbiológicos para diagnosticar a pneumonia têm boa acurácia, mas podem dificultar uma correta prescrição de antimicrobianos, provocando o retardo no diagnóstico e início tardio da terapêutica apropriada, favorecendo a resistência bacteriana e aumento da mortalidade. Além disso, a extubação precoce com necessidade de reintubação também está relacionada ao aumento de incidência de pneumonia e mortalidade, devendo ser evitada sempre que possível.

Conclusões/Considerações finais

A pneumonia associada à ventilação mecânica é importante causa de aumento de morbidade e mortalidade em pacientes graves internados em UTI, sendo útil, cada vez mais, uma melhor abordagem diagnóstica, terapêutica e preventiva.

Área

Medicina Intensiva

Instituições

Famene - Paraíba - Brasil

Autores

ROBSON PRAZERES DE LEMOS SEGUNDO, Fernanda Araújo Alves, Joyce Hellen Nascimento Paulino Nascimento Paulino