Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

NÓDULO IRMÃ MARY JOSEPH COMO IMPORTANTE SINAL SEMIÓTICO DE CARCINOMATOSE PERITONEAL

Fundamentação/Introdução

O Nódulo da Irmã Mary Joseph (NIMJ) se refere a presença de um nódulo umbilical palpável, geralmente de longa evolução, que representa uma metástase cutânea relacionada à neoplasia intra-abdominal. A incidência de metastatização umbilical é rara, estando presente em cerca de 1 a 3% de todos os tumores malignos abdominais, sendo mais prevalente em mulheres. O mecanismo exato de propagação permanece sem esclarecimento, podendo ocorrer de diversas maneiras. Os locais de origem primária mais comuns são, estômago e cólon no homem, e ovário nas mulheres. O NIMJ pode ser acompanhado de sinais e sintomas clínicos característicos de malignidades internas, como náuseas, vômitos, dispepsia, anorexia e perda de peso. Entretanto, em até 30% dos casos, é o único achado da neoplasia primária. A presença do NIMJ é um sinal de doença maligna avançada e geralmente indica prognóstico reservado.

Objetivos

Relatar o caso de uma mulher de 77 anos de idade, com um nódulo umbilical à admissão e sua investigação clínica.

Delineamento e Métodos

Pessoa previamente hígida com quadro de dor abdominal em “faixa” após alimentação há 02 meses, associada a anorexia, distensão abdominal e perda ponderal. Nega sangramentos gastrointestinais.

Resultados

No exame físico apresentou abdomen plano, depressível, doloroso à palpação de epigástrio, presença de tumoração nodular indolor em região umbilical 3 cm, ruídos hidroaéreos presentes e percussão timpânica. Exames laboratoriais demonstraram anemia hipocrômica e microcítica, USG de abdome com linfonodomegalias mesentéricas. A tomografia de abdome evidenciou várias lesões nodulares mesentéricas, a maior delas abaixo da cicatriz umbilical e medindo cerca de 3,2 cm. Além disso, alterações da gordura omental em aspecto “omental cake” sugerindo infiltração peritoneal. Posteriormente, realizou-se endoscopia digestiva alta, onde foi vista lesão elevada em esôfago, ocupando mais de dois terços da luz do órgão. O exame anatomopatológico da lesão evidenciou adenocarcinoma bem diferenciado ulcerado no esôfago.

Conclusões/Considerações finais

O caso relatado e conclusões levantadas trazem à luz a discussão da importância do diagnóstico e terapêutica da metástase umbilical ou Nódulo da Irmã Mary Joseph. O profissional de saúde deve estar atento, frente a este sinal clínico, elevando a suspeita, valorizando a anamnese e direcionando a investigação para conclusão diagnóstica das neoplasias.

Palavras-chave

Nódulo da Irmã Maria José; Neoplasias; Metástase Neoplásica.

Área

Oncologia

Instituições

Faculdade Pernambucana de Saúde - Pernambuco - Brasil, Hospital Santa Casa de Misericódia do Recife - Pernambuco - Brasil, Universidade Católica de Pernambuco - Pernambuco - Brasil

Autores

TEREZA NEUMAN DE OLIVEIRA MIRANDA NETA, Laryssa Alves de Farias, Guilherme Camêlo Sousa Cavalcanti, Geraldo Padilha Tenório Neto, Vívian Santiago Ferreira, Evandro Cabral Brito