Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

DENGUE HEMORRAGICA COM MANIFESTAÇAO CUTANEA: UM RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

NTRODUÇÃO:
A dengue é caracterizada por ser uma doença febril viral aguda que cursa com diferentes apresentações clínicas. Apresentando alta taxa de mortalidade. O quadro de um paciente com Dengue pode cursar desde quadros mais brandos até cenários mais fatais, como o tipo clínico hemorrágico, na qual, o doente progride com notória piora clínica, sendo comum a apresentação de lesões purpúricas disseminadas, com elevado risco de complicações, como choque hemorrágico.

Objetivos

OBJETIVO:
Identificar e manejar as complicações da dengue hemorrágica, atentando para os sinais de alarme e aplicando a terapêutica de acordo com o risco do paciente.

Delineamento e Métodos

RELATO DE CASO:
L.H.M.D, 15 anos, sem comorbidades. Há 05 dias refere febre alta com calafrios e sudorese, associado à cefaléia na região frontal, pulsátil. Há 02 dias relata epigastralgia de moderada intensidade, em queimação, evoluindo no mesmo período com aparecimento de máculas em membros superiores e inferiores. Ao exame físico: regular estado geral, orientado, hipocorado ++/++++, hemorragia conjuntival, febril, normotenso, eupnéico, taquicárdico, anictérico, acianótico. Ausculta cardiopulmonar sem alterações. Abdome doloroso à palpação superficial e profunda em hipocôndrios e epigástrio com hepatomegalia de 3cm e traube ocupado. Presença de lesões purpúricas extensas em tronco, membros superiores e inferiores. Prova do torniquete positiva.

Resultados

Exames laboratoriais: anemia microcítica e hipocrômica, leucopenia, plaquetopenia, transaminases hepáticas elevadas, albumina diminuída. Admitido com suspeita de dengue hemorrágica e submetido ao tratamento conservador com hidratação rigorosa, analgesia, monitorização dos sinais vitais e vigilância de sangramentos ou piora dos sinais de alarme. Após 6 dias evoluiu com melhora total do quadro, recebendo alta hospitalar.

Conclusões/Considerações finais

CONCLUSÃO:
Trata-se de um caso comum em certas regiões do brasil, embora muitas vezes não diagnosticado. A dengue hemorrágica deve sempre ser lembrada em todo doente com histórico de síndrome febril, evoluindo com quadro de descompensação sistêmica, representado por sinais e sintomas que alarmam a possibilidade de evolução do paciente para a fase crítica da doença. Apresentando elevada morbi-mortalidade, sendo por isso a importância do diagnóstico e tratamento precoce dessas manifestações.

Palavras-chave

Dengue; Febre hemorrágica viral; Dengue Grave; Vírus da Dengue

Área

Infectologia

Instituições

Hospital Giselda Trigueiro - Rio Grande do Norte - Brasil, Universidade Potiguar - Rio Grande do Norte - Brasil

Autores

JOAO VICTOR REGO DIAS LIMA, Lucas Pereira Leite Leite, Abnaías Feitosa de Medeiros Medeiros, Andrezza Maria Alves Bezerra Bezerra, José Américo dos Santos Costa Neto Neto, Vital Avelino Maia Neto Neto