Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

TÉTANO ACIDENTAL A PARTIR DE QUEIMADURA COM FOGOS DE ARTIFÍCIO: RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

Introdução/Fundamentos: O Tétano Acidental é uma doença infecciosa aguda não contagiosa decorrente da ação de exotoxinas originadas do Clostridium tetani, bacilo anaeróbio gram-positivo, formador de esporos, encontrado no meio ambiente. O modo de transmissão ocorre pela introdução de esporos em solução de continuidade da pele e mucosas em situação de anaerobiose. A suscetibilidade é universal e o principal meio de prevenção é a vacina. As manifestações clínicas são trismo, risus sardonicus, dificuldade de deambular, disfagia, rigidez de nuca e paravertebral, bem como espasmo musculares à estimulação tátil, sonora, luminosa e de elevadas temperaturas. Seu diagnóstico é clínico, independente de exames complementares. O tratamento é baseado na sedação do paciente, neutralização da toxina tetânica, debridamento do foco infeccioso, antibioticoterapia e medidas gerais de suporte.

Objetivos

Relatar um caso de paciente com Tétano Acidental a partir de queimaduras em membros inferiores que deu entrada no Serviço de Atendimento de Urgência em Infectologia.

Delineamento e Métodos

Métodos e resultados: Paciente sexo masculino, 62 anos, natural e procedente de São José de Mipibu/Rio Grande do Norte, encaminhado ao serviço de urgência infecciosa por quadro de cervicalgia de forte intensidade iniciado há 24 horas, associado à rigidez nucal, trismo, disfagia, contratura de membros inferiores (MMII) e opistótono ao exame físico. Relatou desconhecer o histórico vacinal, além de negar ferimentos perfurantes recente, assim como febre. Cita, ainda, histórico de acidente doméstico e queimaduras extensas com fogos de artifícios há 15 dias, apresentando úlceras em MMII. Foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do serviço, sendo sedado com Diazepan, iniciado antibioticoterapia com Penicilina G Cristalina, medicado com prometazina, ranitidina e hidrocortisona, ofertado soro anti-tetânico heterólogo, bem como passado Sonda Nasogástrica (SNG) e Cateter Vesical de Demora. Recebeu alta da UTI após 33 dias.

Resultados

.

Conclusões/Considerações finais

Consideração final/conclusão: Narrou-se um caso de Tétano decorrente de acidente por fogos de artifícios. A queimadura é uma lesão tetanígena. Busca-se, então, alertar ao nível de gravidade que a doença pode atingir, apesar de fácil prevenção com vacina. Assim, importante a implementação de ações de vigilância epidemiológica e promoção em saúde, uma vez que, apesar dos casos registrados no Brasil terem declinados nas últimas décadas, o seu índice de letalidade é elevado.

Palavras-chave

Tétano; acidente; queimadura

Área

Infectologia

Instituições

Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN - Rio Grande do Norte - Brasil

Autores

HUTO ANDRADE SILVA DE LIMA, PEDRO ARTHUR NASCIMENTO da SILVA, NATHAN XAVIER GOMES, RAFAEL FERNANDES CAVALCANTE, KAROLINE de FRANÇA CABRAL, JOÃO PEDRO SANTIAGO PAIVA MARQUES