Congresso Norte-Nordeste de Clínica Médica e Medicina de Urgência e Emergência

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

SÍNDROME DOS VÔMITOS CÍCLICOS: UM DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL NA INTERFACE ENTRE A GASTROENTEROLOGIA E A PSIQUIATRIA

Fundamentação/Introdução

A Síndrome dos Vômitos Cíclicos (SVC) consiste em uma entidade nosológica funcional, de espectro variável, a qual é caracterizada por episódios eméticos estereotipados e prolongados, cuja etiopatogenia ainda é pouco compreendida. Contudo, a associação entre esse distúrbio e transtornos ansiosos é amplamente aceita, sendo inclusive, a presença de tais distúrbios uma das principais pistas para elencar a SVC como hipótese diagnóstica. Neste relato de caso, o paciente apresenta crises de vômitos há 10 anos, sem doença orgânica constatada, a despeito de investigação vigorosa.

Objetivos

Este trabalho desenvolveu-se com o intento de informar a comunidade médica a respeito desta patologia pouca conhecida e negligenciada nas academias e hospitais de referência, haja vista o aumento exponencial da prevalência de distúrbios da ansiedade.

Delineamento e Métodos

Homem, 41 anos, relata vômitos precedidos por náuseas há 10 anos, incoercíveis, súbitos, intermitentes, não progressivos, durando até 24 h, sem relação com a alimentação, desencadeados por fortes emoções, sem fatores de piora e com melhora espontânea. Nega febre, vômitos fecaloides e constipação. Em tratamento psiquiátrico irregular com uso de valproato de sódio e clonazepam. Investigação prévia com infectologista e gastroenterologista, porém sem diagnóstico. Uso prévio de cocaína e maconha. Exame físico inocente. Exames laboratoriais: hemoglobina= 15,4; leucócitos = 24.520; proteína C reativa= negativa; ureia= 28; creatinina= 0,59; amilase= 106.

Resultados

Feito nitazoxanida profilática, além da solicitação de endoscopia digestiva alta, trânsito intestinal e colangioressonância. Se, a despeito desta nova investigação, tais exames mostrarem-se normais, a hipótese de SVC consolida-se como principal e o trabalho junto à psiquiatria torna-se fundamental.

Conclusões/Considerações finais

Relativamente à discussão supracitada, conclui-se que a SVC interfere drasticamente na qualidade de vida, com potencial de evolução para o choque hipovolêmico, seguido de óbito. O ensino médico ainda apresenta um cerne no diagnóstico da doença orgânica, desvalorizando, por conseguinte, o estado psicossocial do paciente, que também afeta a sua saúde. Destarte, cabe aos futuros médicos valorizarem o todo do paciente, envolvendo um psiquiatra no plano terapêutico. É de suma importância atentar para etiologias funcionais como diagnóstico diferencial de sintomas neurovegetativos, muitas vezes rotulados como doença orgânica.

Palavras-chave

Vômito; Ansiedade, Gastroenterologia; Psiquiatria

Área

Gastroenterologia

Instituições

Universidade Potiguar - Rio Grande do Norte - Brasil

Autores

HELOISA CASSIANO DA FONSECA, Anna Beatriz Araújo Medeiros, Lindvaldo de Oliveira Sousa, Maria Gabriele Duarte Mendes, Valeska Maria Almeida de Sousa